Terça-feira, 16 de Setembro de 2008

Requiem

 

 

"- Não é fácil errar por esta terra... "- disse o homem só, em voz alta e limpa. Estava de pé, em cima de uma pedra de granito, e tinha o olhar fitado num ponto inatingível,  no horizonte de trigo moreno.

"- Primeiro é a paixão....avassaladora..., a entrega, sem reservas, sem guardar nem um bocadinho que seja de nós para outra jornada.

O sol mima a pele, aquece palavras frias e ateia lenha molhada.

A chuva acalma a sede, lava o espírito e liberta o ser que escondias de vergonha dentro do teu corpo...

E o vento? O vento espalha-te na carne sementes de amanhãs, e tu deixas, sereno, quieto...aberto...

Depois quando vais à procura de ti...já não és... "

O homem só, passou a mão pelos cabelos longos, e uma nuvem de insectos caleidoscópicos fugiu em debandada pelo tempo parado.

"- Se eu soubesse escrever, desenhava tudo o que estou a sentir em letras redondas, num papel branco, para que todos pudessem fugir do chamamento opressor,  disfarçado em canto dócil de musas aquáticas.

Primeiro são as estrelas que te cobrem o frio nas noites em que o Verão de despede às pressas e a seguir a lua encena todos os sonhos que te nascem das mãos e vais deixando caídos nas veredas lavradas pelos teus olhos salgados..."

Sozinho, o homem falava como quem prega a palavra de um qualquer Deus pagão. O que saía da sua boca, eram sons apaixonados, gritos libertadores que apaziguavam a dor de um amor desprovido de limites.

As mãos nodosas como galhos de árvores velhas, descansavam uma na outra,  apoiadas num cajado encorcovado, de nogueira. As unhas escuras cresciam à deriva como ervas daninhas, e perdiam-se por entre os dedos compridos e finos.

"- Não é fácil viver por esta terra...quando já deste tudo, quanto não te resta mais que braçadas de vazio atrás de braçadas de vazio, és cuspido como um caroço de azeitona. Mas aí....não há nada mais a fazer...desaprendeste de outra coisa que não seja dar-te inteiro, e podes até fugir, correr sem olhar para trás....não tens mais certezas que o regresso, o regresso em dores insuportáveis, em dádivas incondicionais...

Já não és tu. As raízes estão fundas, espalharam-se como veias que pulsam a cada batida do teu coração, e não há palmo de chão virgem."

A solidão conferia ao homem um matiz pálido de pérola embaciada pelos anos. Nos ombros conformados, uma força maior que ele, impelia-o para o sim eterno e etéreo como ele.

".... não é fácil morrer por esta terra.....esperares acomodado o voo da foice que te vai cortar os ossos, dilacerar o fio umbilical que te une ao sol.....ainda."

O homem sozinho calou-se, cansado do eco que se emaranhava nos longos cabelos espinhados e num suspiro resignado diluiu-se na terra, adubando dias vindouros.

sinto-me:
tags: ,
Original Zumbido por meldevespas às 17:59
link do post | zumbir | favorito
|
14 comentários:
De sara maria a 16 de Setembro de 2008 às 22:02
(...) "depois quando vais à procura de ti...já não és" (...)

Esta frase ficou-me na cabeça! Quantas vezes me procurei e não me encontrei...ou estava muito atrás no tempo ou mto à frente dele quando padeço de saudades do futuro...do meu...

Obg pelo texto...Lindo!
De Tretoso_Mor a 18 de Setembro de 2008 às 08:50
Meldevespas,

Distinguimo-nos dos animais por duas TRETAS:
Capacidade de pensar;
Capacidade de falar.

Pensando, podemos fazer e dizer o que nos vai na alma. Pensando, podemos ir ajustando o presente ao futuro, usando o passado como exemplo.

Falando, podemos comunicar. Falando podemos estar em sintonia, com os outros seres "falantes", marcando o nosso presente e anunciando o nosso futuro.

O passado, contudo, é algo que não podemos apagar, mas podemos usar como exemplo para construir o futuro.

Tretices para ti
De Mamã Gansa a 18 de Setembro de 2008 às 14:12
Não é fácil viver , nem é fácil morrer...Lindo este texto.Um olhar interior muito bonito.
De Cláudia a 18 de Setembro de 2008 às 18:10
Olá. Ainda bem que passei por aqui hoje, pq este é um dos teus textos que gostei mais dos que já li até agora. Muito forte, gostei mesmo.
Se puderes passa no meu blog, tenho lá um "presentinho". Eu já tinha jurado que não ia mais entrar nesta onda dos prémios, mas como este me foi enviado por uma pessoa que me é mto querida, não podia recusar, nem deixar de dar continuidade.
Bjs e espero que gostes.
De A VER NAVIOS a 19 de Setembro de 2008 às 23:51
Pois é! Isto está a ficar mais refinado, mais pensado e, por conseguinte, mais bonito.
Gostei muito.
Será bom adubarmos os dias vindouros. De uma forma, ou de outra.
Bom fim de semana.
Um beijinho,
J. Lopes
De telmy a 22 de Setembro de 2008 às 23:32
'Depois quando vais à procura de ti...já não és... '
oh carminho, que frase, que frase linda *
acho que por vezes todos nos fartamos um pouco dos nossos ecos e decidimos morrer por um bocado.

aii, beijinhoos <33
De weee a 23 de Setembro de 2008 às 19:27
Confesso que ainda não li... mas vou ler!!!!!!

E sei que vou adorar!! :)
De Cláudia a 26 de Setembro de 2008 às 19:27
Olá Carmo
Só para dizer que o prémio foi dado com todo o gosto, e tudo o que eu disse acerca do teu blog foi com a maior sinceridade. Gosto muito deste espaço.
Já agora, se fizeres mesmo o bolo, não te esqueças do açúcar (3 chávenas), pq eu não tinha posto nos ingredientes.
Bjs
De Jorge Santos a 29 de Setembro de 2008 às 17:20
Belo Carminho, Belo!
Bjo.
De Sempre seriamente na boa a 29 de Setembro de 2008 às 20:18
Olá Carminho!

Nada na vida é fácil, mas tudo na vida é lindo.

Um beijo

Lis

zumbir

mais sobre mim

pesquisar

 

Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

posts recentes

Constelaçoes

O Sorriso do Parvo

Porque sim

O Cheiro da Chuva

Estória para adormecer .....

Na lama

Memórias de Vento

A solo

Sem fim

Estória para adormecer......

arquivos

Abril 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Janeiro 2007

Julho 2006

tags

todas as tags

online

links

Bee Weather

Click for Evora, Portugal Forecast Get your own free Blogoversary button!
Photobucket


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

Vizzzzzzitas

Horazzzzzz

Tente adivinhar palavras relacionadas com a Matemática no Jogo da Forca:


Clique aqui


Custom T-Shirt Generator
blogs SAPO

subscrever feeds