Sábado, 15 de Setembro de 2007

E viveram felizes para sempre!

Há datas que nos fazem parar e lembrar..

Pensar um bocado em nós, no que somos e porque somos.

Não é nem nunca foi minha intenção fazer deste sítio, um diário, seja no sentido literal da palavra, uma descrição do dia a dia da minha pessoa, ou no sentido mais generalista de ardósia de desabafos. Nada disso.

Mas é que há datas de que simplesmente é impossível não falar...ontem 14 de Setembro fez 16 anos que casei.

Parece que já foi noutra vida. E não digo isto de forma depreciativa, é apenas a constatação de como a erosão nos toma de empreitada.

Há 16 anos, nem eu nem o noivo, tínhamos peso a mais, preocupações a mais, rugas a mais, e por aí adiante.

Há 16 anos tínhamos uma vida inteira pela frente, e ilusões de que o amor e uma cabana eram efectivamente suficientes para caminhar lado a lado.

As ilusões foram obviamente dando lugar a certezas, umas mais amargas outras mais doces.

Não tenho já idade para acreditar em relações perfeitas, ou pessoas perfeitas, porque, sejamos honestos tal coisa não existe, nem aqui nem na China!

No entanto continuo a acreditar e a lutar todos os dias no sentido de fazer o caminho lado a lado com a pessoa que escolhi. Lado a lado e em frente.

Às vezes os caminhos são sinuosos, as palavras são íngremes e as paixões periclitantes .

Às vezes, os olhos são pesados, os julgamentos são injustos, os sorrisos são efémeros, e a paz é só um desejo.

Por outro lado, sempre que tropecei, houve uma mão a segurar-me, sempre que chorei, houve um conforto a apanhar-me as lágrimas, sempre que trabalhei demais nunca estive sozinha .

Três filhos. Três filhos é o balanço mais que positivo desta união de duas almas que nunca serão gémeas, mas que constroem com todas as suas forças uma relação que é bela nas suas incontornáveis imperfeições.

A verdade é que hoje eu não me concebo sem ele, sem eles.

O amor é uma coisa que fica mais bonita cantada pelos poetas, e eu não me atrevo a tanto. Mas esta força que me enche por dentro, quando estou aqui a escrever, agora mesmo, só pode ser amor por ele, amor por eles.

(A fotografia que se segue é mesmo a fotografia no dia......parece uma película de outras pessoas que não nós!)

 

 

sinto-me:
tags:
Original Zumbido por meldevespas às 23:40
link do post | zumbir | favorito
|
12 comentários:
De Lua de Sol a 16 de Setembro de 2007 às 00:16
Nos dias que correm, és uma mulher com sorte! Gostei muito da tua visão sobre o amor e o casamento. Concordo com tudo o que disseste. Sem dúvida que três filhos com um casamento sólido é um óptimo balanço.
Beijinhos
De telmy a 16 de Setembro de 2007 às 01:02
mesmo assim, o texto está fantástico.
parabéns : D
eu t costumo dizer aos meus pais que a melhor coisa que eles têm sou eu e a minha irmã (a)
e quanto ao casamento, eu lembro-me de ser pequena e dizer que qeria casar um dia. agora já não sei. mas enfim, ainda falta bastante tempo :D **
De astuto a 16 de Setembro de 2007 às 02:18
Foi uma delicia ler este texto. A lucidez com que falas sobre o casamento (não do dia em si, mas a condição de estar casada) é realista e muito bonita.

Claro que a perfeição numa relação não existe mas, não há nada pior do que acordar sem ninguém ao lado e não conseguir adormecer a pensar no vazio.

Cumprimentos.
De canochinha a 16 de Setembro de 2007 às 11:01
Primeiro que tudo parabéns!
Depois, deixa-me dizer-te que acho que os casamentos que duram e perduram compõem-se de todas as coisas de que falas. E fazem-se também da lucidez com que se encara o dia-a-dia.
Digo eu, que nunca me casei... mas que já encontrei a pessoa com quem me vou casar um dia :)
De joão palmela a 17 de Setembro de 2007 às 15:10
Amiga Carmo!
Que dizer, Lindo apenas Lindo!!!
Adeus, um Abraço,
João Palmela
De Francisco Mendes a 18 de Setembro de 2007 às 09:12
Parabéns a vocês! Parabéns ao Amor!
De weee a 18 de Setembro de 2007 às 09:57
Também não acredito em pessoas perfeitas mas consegues descrever o caminhar, a mão que segura e o ombro que seca as lágrimas tão bem que não é preciso ler mais nada.
De Paulo a 18 de Setembro de 2007 às 13:58
16 anos ãh? Passa a correr o tempo, não é?
Parabéns (atrasados)!
Quanto ao fazeres do teu cantinho um diário, só te digo que fazes dele o que te apetecer. Quem não gostar é só clicar na seta azul e retroceder.
Eu gosto. Continua!
De Lempicka a 28 de Setembro de 2007 às 22:01
Adorei o texto Carmo... revi-me completamente...
Dia 5 de Setembro também me calhou... 9 anos de casada!! E uma pessoas pensa com ar de espanto:"Mas para onde foi o tempo?!?"
Oh, sim... a vida não é como nos filmes...
Quando vejo um casal de jovens namorados aos beijos no meio da rua, sem vergonha ou qualquer pudor... quando vejo uma noiva a sair da igreja... quando vejo casais que se fazem e desfazem à velocidade de um relâmpago, sempre na esperança de encontrar alguém melhor a seguir, não posso deixar de pensar: "Ah ah ah SUCKERS!!!"
Nãoooo.. ISTO não é amargura... estou feliz com quem escolhi e espero viver calmamente ao seu lado até morrer...
O que ISTO é?? Oh.. isto é a certeza final de que não existem príncipes encantados (e muito menos princesas, já agora...) nem castelos nem uma vida cheia de aventuras estupendas em que nós somos os heróis...
A vida é calma e rotineira... e quem pensar o contrário... "Ah ah ah!! SUCKERS!!"

Lempicka
De meldevespas a 28 de Setembro de 2007 às 23:26
Tal e qual!
Existe amor, e uma vida pra viver da melhor forma que encontrarmos, e that's all, e esse "all" é muito se quisermos que seja.
E outra coisa...amei que me tivesses vindo visitar aqui ;D)
Beijos grandes!
De Sandra Xanoquita a 29 de Outubro de 2007 às 13:20
Hoje tenho andado a navegar pelo teu blog e todos os teus textos são comoventes... estou tão orgulhosa de ti, minha irmã-sol...
Este texto em particular e pelos motivos que conheces, tocou-me especialmente.
Beijos grandes, grandes (e já agora, podes dar também uma beijoca ao tê Zéi que mandei eu)
De meldevespas a 29 de Outubro de 2007 às 15:07
Tu és linda!
E eu é que fico muito feliz (e comovida) de saber que andas por aqui a meter o nariz! ;)
Beijos grandes, volta sempre

zumbir

mais sobre mim

pesquisar

 

Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

posts recentes

Constelaçoes

O Sorriso do Parvo

Porque sim

O Cheiro da Chuva

Estória para adormecer .....

Na lama

Memórias de Vento

A solo

Sem fim

Estória para adormecer......

arquivos

Abril 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Janeiro 2007

Julho 2006

tags

todas as tags

online

links

Bee Weather

Click for Evora, Portugal Forecast Get your own free Blogoversary button!
Photobucket


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

Vizzzzzzitas

Horazzzzzz

Tente adivinhar palavras relacionadas com a Matemática no Jogo da Forca:


Clique aqui


Custom T-Shirt Generator
blogs SAPO

subscrever feeds